Um pouco de mim


Estou tetraplégico desde 1991 em função de mergulho em Casemiro de Abreu, Rio de Janeiro. Na época, com 21 anos de idade, estava prestes a me formar em técnico em publicidade e almejava ser um publicitário. Como amante de esportes e aventuras, tinha o sonho viajar pelo mundo de bicicleta.

 

Depois de meses de internação no Hospital Adventista silvestre, no Rio de Janeiro, onde trabalhava como desenhista, retornei para casa para enfrentar o dilema de uma vida de limitações e falta de perspectiva. Os oito meses de internação na ABBR deu início aos aprendizados primordiais, mas foi em casa, com a ajuda dos meus familiares que me adaptei a nova realidade.

 

Dos preciosos presentes que ganhei de Deus, o maior foi a descoberta de que as limitações físicas não me impediam de crescer e almejar uma vida melhor. Em 1994 passei a pintar quadros com a boca, tornando-me posteriormente artísta plástico, escritor e palestrante motivacional. 

 

 

Desde 2004 passei a integrar a APBP (Associação de Pintores com a Boca e os Pés), quando ocorreu uma crescente divulgação do meu trabalho artístico. Por meio dela, diversos quadros meus foram reproduzidos em calendários e cartões que são comercializados em todo o mundo.  Assim vivo da arte, conquisto o meu espaço, reconhecimento como artista, reinsiro-me dignamente na sociedade e indico possibilidades com o meu viver.

 

 

Minha fórmula para ser feliz...

* Fé incondicional em Deus e ajuda da famíliares e amigos.

* Ter paciencia e obstinação para transpor as barreiras emocionais, sociais, físicas e financeiras.

* Crescer com as atividades que Deus me permite desenvolver.

* Ler sempre a Bíblia e outros livros com conteúdos que gerem sentimentos nobres.

* Utilizar devidamente os meus neurônios antes que morram. 

* Ter uma meta e manter o meu foco no que realmente importe.

* Aproveitar o meu tempo e as oportunidades. 

* Evitar todas as reclamações que afastem as pessoas que Deus coloca em meu caminho.  

* Buscar pensamentos e sentimentos edificantes para ter o que oferecer. 

* Aceitar o  que não posso mudar e não medir esforços para realizar tudo que estiver ao meu alcance.

* Nunca creditar a outros os meus fracassos, assumindo-os com maturidade e responsabilidade.

* Nunca deixar de tentar, mesmo diante de possíveis erros ou fracassos.

* Não permitir que os problemas alheios me impeçam de cuidar da minha felicidade. 

 

SIGA-ME

  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • c-youtube

Marcelo Cunha -  Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now