LIVROS

Renascido da dor

CPB - Casa Publicadora Brasileira 

Até aquele momento estava correndo tudo bem no acampamento jovem, mas eu não imaginava que o mergulho naquela cachoeira mudaria drásticamente a minha vida com a inesperada tetraplegia.

 

A despeito das adversidades descobri que é possível renascer da dor. Com as devidas adaptações, o que no início era apenas o hobby, transformou-se em uma profissão. Pintar com a boca tornou-me conhecido e levou-me a mundos jamais imaginados. 

 

A perseverança e força de vontade permeiam essa história de superação e motivação para a vida; um testemunho de que a confiança em Deus pode fazer toda a diferença. 

Aceitar é preciso

​Editora Ados - 2012

 

O desejo de registrar as realizações de mais uma tragetória exigiu que eu enfrentasse os detalhes deu uma depressão segredada ao longo da minha adolescência e juventude de tribulações e conflitos.

 

Ao sentir os embates de uma luta vencida, compreendi plenamente que aceitar não era era apenas necessário; sem ela não descobriria o "novo Marcelo".  Aprendi que o que nos parece injusto é para Deus uma ferramenta de sublime valor.

 

De todas as lições compartilhadas, a maior veio da compreensão e aceitação de que os obstáculos são naturais da vida. "Eles nunca devem ser utilizados para justificar desistências ou fracassos, mas como a alavanca que antecede o sucesso dos vencedores" 

 

Para a compra e recebimeno de qualquer exemplar é só enviar um e-mail  para obter as devidas informações: marcelopintores@yahoo.com.br

 

"Mais que uma poderosa ferramenta de marcar a existência de um ser humano, certos livros podem unir mundos e pessoas, transformar vidas, libertar pensamentos e indicar possibilidades a todos que desejarem distanciar a mente da estagnação, oferendo a sí próprio uma visão clara do quanto é frfágil essa vivência se desfaz como uma neblina, tornando cada segundo de gozo dos sentidos uma joia de valor inestimável.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               Marcelo Cunha

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

COMO SURGIRAM OS LIVROS?

 

RENASCIDO DA DOR

                                                 

                                                       Os primeiros relatos em fitas K7 e a frustração do resultado do que fora transcrito

                                              por parentes e amigos, levou-me à compra um computador.  Assim, com o                                                         auxilio de uma adaptação moldada em PVC, megulhei no meu mundo de

                                      vv    sofridos sentimentos e lembranças que se constituíram o meu primeiro livro a                                                 cada teclada.

Foram os seis meses mais difíceis, relembrando os detalhes do acidente, repensando as perdas e as impiedosas mudanças enfrentadas até renascer com um novo olhar sobre a vida e tornar-me um artista plástico. 

A primeira edição aconteceu em 1999 como uma produção independente, pela Editora ADOS. Em 2003 passou a ser editado pela Casa Publicadora Brasileira, permitindo-o chegar a todo o Brasil, sendo de início indicado como o livro de leitura dos jovens adventistas em 2005, e posteriormente adotado como livro paradidático em diveras escolas adventistas em todo o Brasil.

 

 

 

 

 

    ACEITAR É PRECISO

 

 

                                                     

 

 

 

 

                                                        Agora com uma tetraplegia, não tinha como recorrer às máscaras e fugir da realidade. Sem poder esconder-me, aprendi a falar com os que me cercavam dos meus  sentimentos de inferioridade, dos complexos e receio das descriminações. Com isso senti Deus e seu poder tranformador ao escrever cada página desse livro que libertou-me dos meus medos infundados. O maior presente, no entanto, surgiu da indicação mais nitida de que a felicidade nesses imprevistos inesperados só são possíveis quando aceitamos que cada mudança em sí tem o propósito de encrustar no íntimo de cada ser humanho a certeza de que Deus não está indiferente ao que

nos ocorre.  

 

    Enfim, não sou mais privilegiado por sempre ter desejado servir a Deus.

    A chuva e o sol atingirá a todos sem distinção. hoje consigo compreender

    a rofunda mensagem que um Profeta de nome Habacuque quiz dizer. ".... ainda

   que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o

   produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as

   ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; todavia eu

   me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação.

 

Esse certamente resultou no divisor de água de toda a minha vida, pois foi a partir do exercício de aceitação que tive a minha desejada carta de alforria sentimental e espiritual. Assim descobri o caminho da felicidade pela qual sou comprometido incondicionalmente.

 

Atualmente trabalho na elaboração do terceiro livro, desejando que o compartilhamento seja útil para voce como já tem sido em minha vida a mensagem dos livros acima citados.

 

 

 

 

 

Por anos vinha refletindo na necessidade de encontrar uma maneira de dialogar com Deus em busca de uma explicação quanto a primeira dependência da minha vida, isso desde o acampamento jovem com 15 anos. Foi a partir dai que vivênciei um problema neurólógico que legou-me a primeira dependência, motivo de uma depressão até os 22 anos.

SIGA-ME

  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • c-youtube

Marcelo Cunha -  Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now